Britânica é condenada por ter abusado sexualmente de um grupo de adolescentes

Amanda Tompinks, 39 anos, mãe de três filhos, foi acusada de ter aliciado e abusado sexualmente de mais ou menos dez adolescentes. Amanda reside na Inglaterra e é professora. As vitimas eram seus próprios alunos.

Foto/Reprodução news365

Francis Sheridan é o juiz responsável pelo caso, a pena proposta é que a professora cumpra pelo menos sete anos em regime fechado. Há informações de que ela cometia os abusos em sua própria residencia e na maioria das vezes, eram feitas em grupos.

Ao chegar na casa de Amanda, os alunos eram obrigados a ingerir bebida alcoólica. Os adolescentes tem idade entre 13 e 15 anos e sob ameaças, praticavam atos sexuais em grupo.

Amanda é ninfomaníaca (não se satisfaz com um só ato sexual, sempre busca mais, com seus parceiros ou outrem), para ter seus anseios satisfeitos, ela não media esforços. Para convencer os adolescentes, a professora fazia uso de abusos psicológicos.

Segundo jornais ingleses, a mulher recebeu em média 10 denuncias que incluem abusos físicos, psicológicos e sexuais.

Um dos adolescentes ressaltou que, além das bebidas alcoólicas, ela também os forçava a fazer uso da maconha, seduzindo-os, até o momento em que não resistissem mais.

Amanda não omitiu nenhum dos crimes, confessou que quando os seus filhos estavam em casa, ela cometia os abusos no seu quarto, que ficava ao lado. O juiz competente afirmou que ela agiu unica e exclusivamente para sanar seus desejos.

Ao retornarem para o colégio, os garotos que sofreram abuso ficaram conhecidos como ‘garotos abusados’, o que fez com que alguns parassem até mesmo de frequentar as aulas.

O crime ocorreu no ano passado, mas a sentença só foi determinada recentemente, sete anos de prisão.


Gostou? então deixe seu like!